quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Cinema em casa-2

Na onda cinéfila que me assola, a escolha recaiu sobre "The butterfly Effect"-o efeito borboleta:
Começo a visualizar meio desconfiada...não gosto muito de ficção científica...mas, à medida que o filme se desenrola, vejo que este é muito mais do que isso... O guião em si pode ser irreal: com realidades paralelas, em que o protagonista consegue voltar atrás no tempo e modificar o futuro...(sendo este um rápido e condensado resumo) Numa tentativa de melhorar o futuro, e usando de uma faculdade de voltar ao passado, protagonista apercebe-se que alterando um detalhe do passado, por mais pequeno que seja, terá influências no futuro. Algumas delas dramáticas. O que se pode retirar deste filme é a questão de saber: se eu pudesse voltar atrás, o que mudaria? (Isto conhecendo, de antemão, o futuro) Será que mudando um detalhe, posso, de facto, mudar e melhorar o futuro? Qual o impacto dessa alteração da História? As consequências podem não ser as esperadas.... Será que realmente um simples bater de asas de borboleta pode provocar um tornado?Sendo esta a teoria do efeito borboleta... Um filme que á partida não me inspirava confiança e que se revelou ser uma óptima surpresa...daqueles filmes que fazem pensar, questionar... As respostas, elas, já não são nítidas.... Isto porque não são temas ou questões cuja resposta é óbvia, rápida e segura. Mas isso é que se torna interessante e aliciante.;)

1 comentário:

  1. Oi amiga, to de volta...hehehehe! Consegui encontrar nesses bares da vida, sentada num cantinho, palida e triste, a minha inspiração.
    Tomava um martine, e fumava um cigarro, nos olhos uma tristeza indolente lhe deixava a face vazia. Um barzinho mais ou menos, onde o cantor alcoolizado de olhos vermelhos cantava, Não se váaaaaa!. Quando ela me viu, do canto dos seus labios vi surgir um quase sorriso sabe? Daqueles que querem ,mais não querem sorrir?...Tirei ela dali, pelas mãos, a levei pra ver o mar, pra voar, pra sentir o gosto doce de um beijo e o sabor ardente dos desejos.
    Aquela mulher que antes parecia farrapos voltou a se iluminar, jogou o copo fora, apagou o cigarro e voltou pra mim. Estamos nós duas lá no Meu Aconchego.
    Te espero, por lá tá?
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar